Cascavel – O agravamento da pandemia do novo coronavírus fez com que Cascavel voltasse à bandeira roxa, de risco muito alto. Em duas semanas, houve aumento de sete pontos no score, passando de 28 para 35 pontos (que avalia diversos fatores), e a recomendação da matriz de risco é a adoção de restrição máxima como medida de distanciamento. Contudo, não deve haver alterações no decreto em vigor, mas a Secretaria de Educação decidiu rever o cronograma de retorno de aulas presenciais, reduzindo o número de escolas que voltam na próxima semana.

A taxa de ocupação de UTI caiu de 100% para 96,4% devido à abertura de cinco leitos no Hospital de Retaguarda, totalizando agora 112 UTIs SUS exclusivas para tratar covid-19 no Município. Já a taxa de ocupação de leitos de enfermaria passou de 66,67% para 78,57% nesta semana. Houve aumento de 73% na variação dos óbitos na comparação da semana epidemiológica 19 para a semana epidemiológica 21, passando de 15 para 26 mortes.

A incidência de casos de Srag (síndromes respiratórias graves) mais que dobrou, de 6,48% para 15,70, e a taxa de positividade permanece entre 74% e 75%.

Os dados epidemiológicos para o cálculo da matriz de risco são feitos comparando a última semana epidemiológica com a antepenúltima semana, com intervalo de 14 dias. Os dados da SE 21 (23/05 a 29/05) são preliminares, pois há notificações de Srag sem resultado de exames ainda.

 

Volta às aulas

Na próxima semana, deveria ser concluído o cronograma de retorno das atividades presenciais nas escolas e nos Cmeis da rede municipal de Cascavel. No entanto, com o aumento dos casos de covid-19 nos últimos dias, a Secretaria Municipal de Educação, em conversa com os diretores das unidades que ainda atendem somente no sistema remoto, reorganizou o cronograma de retorno dessas instituições.

Sendo assim, na próxima segunda-feira (7) devem retornar às aulas presenciais as seguintes escolas: Aquiles Bilibio, do Centralito, Maria Fanny Quessada de Araújo, Professora Michalina Kiçula Sochodolak e Professora Kelly Chistina Correa Trukane.

As demais unidades que deveriam retornar também na próxima semana ficam organizadas da seguinte forma: no dia 14 de junho, retornam as Escolas José Baldo e Professora Maria Fumiko Tominaga, além dos Cmeis Professora Clementina e Castelinho. Para o dia 21 de junho, está previsto o retorno das Escolas Atílio Destro, Maria Tereza Abreu de Figueiredo e Quintino Bocaiuva e dos Cmeis Irmã Iolanda, Professora Stanislava e Selony Bueno Drehmer. E, por fim, para o dia 26 de julho, está previsto o retorno das Escolas Dulce Perpétua Piorezan Tavares, Divanete Alves Brito da Silva, Juscelino Kubtchek, Nicanor Silveira Schumacher e Maximiliano Colombo, além dos Cmeis Emanuel Botini Portes, Professora Gracinda Rocha e São Gabriel.

As atividades remotas seguem normalmente.