POLICIAL

Após prender cinco pessoas, Polícia Civil deixa novo alerta sobre golpe do “bilhete premiado”

28 de julho de 2022 às 14:25
Publicidade

Na última terça-feira (26) cinco pessoas que estariam aplicando o golpe do “bilhete premiado” foram presas pela Polícia Civil de Cascavel.

Conforme a Delegada Raíssa Scariot, do setor de estelionatos, o grupo deixava a cidade, quando foi surpreendido pelos policiais.

Os estelionatários, que seriam do Rio Grande do Sul, deixaram R$ 70 mil de prejuízo a uma cascavelense.

Entre os cinco detidos, três já eram investigados pela Polícia Civil em razão de outros golpes aplicados em Cascavel.

Todos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde ficam à disposição da Justiça.

Como funciona o golpe?

Os criminosos abordam as vítimas, geralmente idosas. Uma das golpistas apresenta o bilhete, mas diz que não pode receber o dinheiro por questões religiosas.

Um segundo golpista entra na história e diz que fica com o bilhete em troca de algum valor em dinheiro.

Neste caso que aconteceu em Cascavel, a vítima disse que daria R$ 200 mil ao segundo golpista, em troca do falso bilhete no valor de R$ 3 milhões.

O golpe acontece no momento em que a vítima começa a repassar dinheiro para o estelionatário. Outras pessoas envolvidas no golpe ficam observando a situação, verificando se a vítima vai chamar algum familiar ou qualquer tipo de movimentação diferente.

Depois de receber o dinheiro, o grupo rapidamente sai do local, deixando a vítima com o prejuízo.

A orientação é para que nunca seja feita qualquer tipo de transação financeira para estranhos, e que ao desconfiar se alguma situação semelhante, chame a polícia pelos telefones 190 e 197.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE