O temporal que atingiu o Paraná no sábado (23), foi o pior evento climático já registrado no interior do estado, segundo a Companhia de Energia Elétrica (Copel). As regiões mais atingidas foram o noroeste e o oeste do estado.

33 municípios sofreram estragos. Em Ourizona, a chuva de granizo cobriu a cidade de 3 mil habitantes. Praticamente todos os postes de energia foram derrubados pela força do vento. No pior momento do temporal, 552 mil imóveis chegaram a ficar sem energia. Muitas casas ainda estão sem luz.

Em Foz do Iguaçu, um homem morreu atingido por um raio. Em Japurá, duas pessoas ficaram feridas. Segundo o capitão Marcos Vidal, assessor de comunicação da Defesa Civil do Paraná, 180 pessoas ainda não voltaram para as casas.

“São 150 pessoas desalojadas e 30 pessoas desabrigadas […]. Até o momento, a gente já tem o cadastro de ocorrências no nosso sistema de 33 municípios afetados por granizo, principalmente, vendavais e atingiram diversas estruturas, as casas, os telhados foram danificados, causando muitos problemas, muito estragos para essas famílias. Pelo menos 3.300 residências tiveram problemas por conta desse granizo, desse vendaval, em todo Estado”, explica Vidal.

Milhares de eletricistas, bombeiros e voluntários da Defesa Civil trabalham nos reparos. Não há previsão para normalização.

(GMCOnline)