Reunião não agrada e servidores mantêm greve

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, voltou a se reunir com servidores da área de limpeza, serviços gerais e manutenção na manhã desta terça-feira (13), mas parece que as conversas pouco avançaram.

brde2

Paranhos teria reapresentado a proposta de aumento do salário base de R$ 950 para R$ 1.080 dos funcionários concursados, mas os servidores temem a perda de alguns direitos – especialmente remanejamentos – e por enquanto está mantida a greve geral a partir da próxima semana.

“Se houver remanejamento de servidores da área de saúde que trabalham à noite para outros setores, por exemplo, eles terão perdas no salário”, explica o presidente do Sismuvel (Sindicato dos Servidores Municipais de Cascavel), Ricieri Junior.

Segundo ele, a proposta do Município com relação ao trabalho desses servidores ainda é muito vaga e não há garantia de que os servidores não serão prejudicados. “Permanecemos abertos a negociações, mas a princípio está confirmada a greve na próxima semana”, ressalta.

A reunião na prefeitura foi motivada pela proposta de extinguir os cargos de zeladores, que foi aprovada ontem na Câmara de Vereadores. O Município argumenta que, mesmo com a terceirização do serviço, não haverá prejuízos aos profissionais concursados.

A reportagem aguarda uma manifestação oficial da administração municipal a respeito da reunião desta manhã.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação