Informe da redação do dia 12 de julho de 2019

Regularização fundiária

Após diversas reuniões com a Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná), o governador Ratinho Júnior entregará na próxima segunda-feira (15) ordem de serviço de regularização fundiária para o Bairro do Alto Campo, em Três Barras do Paraná. Além disso, de acordo com o prefeito Hélio Bruning, será encaminhado pedido de regularização do Viveiro, João Paulo II e das imediações da Rua Minas Gerais, bairros que ainda não estão regularizados e cujos terrenos são da prefeitura, onde cerca de 250 famílias não possuem documentação. A Cohapar fará todos os serviços da escritura.

 

Novas moradias

O prefeito Hélio comemora ainda outra notícia: na segunda-feira haverá chamamento público para a construção de 48 apartamentos. Serão três blocos de prédios que abrigarão famílias com renda entre R$ 1,3 mil e R$ 1,8 mil.

 

Sorbonne

O professor da Sorbonne Michel Maffesoli estará em Cascavel no dia 26 de setembro, a convite do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável, para participar do Fórum A Educação do Futuro, Estamos no Caminho Certo? Mafessoli é considerado um dos maiores especialistas em pós-modernidade mundial e uma referência na área da sociologia. O evento será gratuito. Inscrições pelo Whats (45) 99801-5946.

 

Crédito extra

O governo federal vai enviar ao Congresso Nacional projeto abrindo crédito suplementar para remanejar despesas do Orçamento e conseguir atender a ações de interesse dos deputados federais nas suas bases eleitorais. Para votar os destaques da reforma da Previdência, os deputados cobram esses recursos.

 

Negociações

Os recursos fazem parte das negociações do Palácio do Planalto com os deputados federais para a aprovação da reforma da Previdência. O valor ainda não está definido. Os parlamentares cobram R$ 10 bilhões em recursos para atender a suas demandas. Apenas nesta última semana foram liberadas R$ 1,5 bilhão e, no total do mês, R$ 2,5 bilhões em emendas parlamentares.

 

Embaixador

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que há a possibilidade de ele indicar o filho Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Em entrevista à imprensa, o presidente disse que o deputado federal fala inglês com fluência e tem uma relação boa com a família do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. “Está no meu radar, sim, é uma possibilidade”.

 

Apto ao cargo

Eduardo completou 35 anos na quarta (10), idade mínima para assumir como embaixador. Depois da indicação do presidente, o Senado ainda precisa confirmar o nome. O cargo de embaixador do Brasil nos EUA está vago desde abril, quando o chanceler Ernesto Araújo removeu o diplomata Sérgio Amaral do posto. O também diplomata Nestor Forster era considerado o favorito para substituí-lo.

 

Apelo popular I

E ontem de manhã o presidente Bolsonaro pediu a parlamentares evangélicos que apresentem propostas que o governo possa incorporar à sua pauta para trazer a população para o seu lado. Ele recebeu cerca de 80 deputados da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, em encontro que durou pouco mais de uma hora.

 

Apelo popular II

“Os senhores têm ideias maravilhosas que, via decreto, a gente pode resolver, projeto de lei, inclusão por ocasião do relatório quando um colega faz o seu relatório lá em uma medida provisória ou projeto de lei. Essas pequenas medidas têm um alcance enorme no Brasil e trazem a população para o nosso lado”, disse Bolsonaro.



Fale com a Redação

dezessete + 2 =