Informe da redação do dia 05 de julho de 2019

Sessão remarcada

A sessão extraordinária na Câmara de Quedas do Iguaçu ontem (4), convocada para ouvir a defesa da prefeita Marlene Revers no processo em que ela é acusada de superfaturamento de coffee break com a aquisição de quase sete toneladas de bolo, chegou a começar, mas a prefeita não apareceu. Ela enviou atestado médico. Os legisladores remarcaram a sessão para o dia 12 de julho, sexta-feira da próxima semana. Após ouvir a chefe do Executivo, eles votarão o parecer da comissão que acenou pela cassação do mandato.

Orçamento

Em Toledo, a Câmara convida a população a participar na próxima terça-feira (9), às 18h, de audiência pública para instruir o processo de apreciação do Projeto de Lei 101/2019, que “Estabelece as metas e as prioridades da administração municipal para o exercício de 2020, além de orientações à elaboração do Orçamento-Programa do Município de Toledo, para o exercício de 2020”.

CPI da JMK

Mais dois ex-secretários da Administração e Previdência do Paraná serão interrogados pela CPI da JMK da Assembleia Legislativa na reunião da próxima terça-feira (9), às 9h. O presidente da CPI, deputado estadual Soldado Fruet (Pros), confirmou a intimação a Fernando Ghignone (de junho de 2017 até o fim de 2018) e sua antecessora, Marcia Carla Pereira Ribeiro, que ocupou o cargo entre novembro de 2016 e junho de 2017.

E Rossoni…

Ficou para a reunião da próxima quarta-feira a oficialização da convocação do ex-chefe da Casa Civil Valdir Rossoni. O requerimento da CPI pedindo o comparecimento dele foi assinado por apenas quatro deputados – os outros membros da comissão já haviam se retirado da sessão em que o delegado Benedito Gonçalves Neto, em depoimento, mencionou reuniões realizadas por Rossoni para tratar de irregularidades nos serviços de manutenção da frota.

Ajuda

O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, recorreu ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e à bancada de deputados federais para apresentar a necessidade de liberação de recursos federais ao Estado. O pleito paranaense é de que pelo menos R$ 100 milhões sejam incorporados ao orçamento da União de 2020 e destinados ao Paraná via emendas parlamentares.

Emenda de bancada

Para Beto Preto, somente com a participação coletiva de deputados federais e senadores é possível ampliar efetivamente o repasse de recursos Paraná. Participaram os deputados federais Sérgio Souza, Leandre Dal Ponte, Schiavinato, Aliel Machado, Luciano Ducci, Luiz Nishimori, Zeca Dirceu, Ênio Verri, Ricardo Barros, Luizão, Aroldo Martins e Aline Sleutjes.

Se a moda pega…

A Prefeitura de Curitiba gastou cerca de R$ 5 mil com a compra de maçanetas personalizadas em bronze para o Palácio 29 de Março. Cada par custou R$ 420 (foram 12 ao todo). Em nota, a justificativa é de que o prédio faz parte do patrimônio da cidade e que algumas portas estavam sem manutenção havia 20 anos.

…vai nos custar caro

A compra foi feita sem licitação. As peças têm o desenho de pinhões e foram criadas pela primeira-dama de Curitiba, Margarita Sansone. A troca das maçanetas foi comemorada pelo prefeito Rafael Greca nas redes sociais.

Compra de votos

Preso desde novembro de 2016 e já condenado a 198 anos e seis meses de prisão, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) afirmou ontem à Justiça Federal que comprou por US$ 2 milhões os votos de nove integrantes do COI (Comitê Olímpico Internacional) para garantir que o Rio fosse escolhido sede da Olimpíada de 2016. Tem mais: segundo ele, o então prefeito Eduardo Paes e o então presidente Lula souberam da negociação, mas não participaram nem obtiveram vantagens com ela.

 



Fale com a Redação

12 − 10 =