Acifi alerta sobre golpe

A Acifi (Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu) alerta os empresários sobre a existência de novo golpe na praça. A quadrilha entra em contato com estabelecimentos em nome da entidade para cobrar valores a partir de suposta atualização de cadastro em listas de marketing digital. Na prática, a empresa recebe um contato, por telefone, WhatsApp e/ou e-mail de uma editora que se apresenta para renovar um contrato para serviço de divulgação. Como várias empresas mantêm esse serviço, nem se apercebem que não se trata do mesmo fornecedor e, inadvertidamente, assinam documentos. Os golpistas possuem alta capacidade de convencimento e só ao receber o contrato é que o empresário percebe o equívoco, mas é intimidado a pagar altos valores sob o risco de ter o nome incluído no cadastro de inadimplência. Se já assinou, a empresa deve solicitar o cancelamento do contrato e, se não conseguir, procurar a Justiça.

 

Vacina obrigatória

A Prefeitura de Foz do Iguaçu decidiu obrigar todos os servidores municipais a se vacinarem contra a covid-19. O Decreto 29.464 cita que a recusa, sem justa causa, em submeter-se à imunização contra o coronavírus caracteriza falta disciplinar do servidor ou do empregado público, passível das sanções dispostas na Lei Complementar no 17/1990 – Estatuto do Servidor Público Municipal.

 

Passe comunidade

O coordenador da bancada do Paraná no Congresso Nacional, Toninho Wandscheer, disse ontem que os deputados abraçaram “a causa” das cidades lindeiras ao Parque Nacional do Iguaçu pela cobrança diferenciada do ingresso à unidade de conversação para os moradores da região, aos brasileiros e aos turistas do Mercosul.

 

Passe II

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, que liderou a comitiva e empresários na capital do País, reforçou a importância de praticar as tarifas diferenciadas entre os lindeiros, os turistas brasileiros e do Mercosul e os turistas de outros países: “Esses turistas não podem ser vistos como turistas da Europa, da China ou dos EUA. A diferenciação praticada hoje deve ser mantida nesse processo licitatório”. Hoje, o passe comunidade custa R$ 17, turista brasileiro (R$ 50), Mercosul (R$ 66) e estrangeiro (R$ 83). A proposta da nova concessão prevê cobrança única de R$ 120 a todos os visitantes do parque.

 

Anticorrupção

Gestores do País têm até o dia 30 deste mês para aderir ao PNPC (Programa Nacional de Prevenção à Corrupção). A iniciativa conta com o apoio da CNM (Confederação Nacional de Municípios). O programa tem o objetivo de fortalecer as estruturas de prevenção à corrupção das organizações públicas, induzir a melhoria do perfil dos gestores e manter sob controle a corrupção no Brasil. O gestor que tiver interesse em participar deve fazer o cadastro no site da Rede de Controle da Gestão Pública.

 

Pedágio em pauta

​Um dos assuntos mais importantes em debate no Paraná, a concessão de rodovias à iniciativa privada entra na pauta do TCE-PR (Tribunal de Contas do Estado). Com o objetivo de contribuir sobre o modelo de concessão, que trará impactos à economia e à mobilidade dos paranaenses nas próximas décadas, o Tribunal promoverá, no dia 31 de agosto, o evento on-line Concessão de Rodovias em Debate. Com início às 14h, a live terá transmissão ao vivo pelo canal da Escola de Gestão Pública do TCE-PR no YouTube. Não é necessário fazer inscrição prévia para participar. O assunto será debatido por Francisco Zardo, advogado e vice-presidente do Indasan (Instituto de Direito Administrativo Sancionador Brasileiro); e João Arthur Mohr, gerente de Assuntos Estratégicos da Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná). A mediação será feita pelo procurador do Ministério Público de Contas do Paraná Flávio Berti.