Cascavel – Nas alturas ou no picadeiro, a cada atração os olhos se surpreendiam com os artistas. Teve gorila gigante que se apaixonou pela mocinha, palhaço que fez gracinhas para entreter a plateia, muita adrenalina com o globo da morte; que se apresentou com seis motociclistas, e muita tensão com o homem pássaro.

Essas foram algumas das atrações que proporcionaram a centenas de crianças, adolescentes e adultos uma tarde alegre e cheia de fantasia. O Circo Portugal Internacional está há duas semanas em Cascavel e já tem atraindo muitos visitantes.

Porém, o espetáculo de quarta-feira (19) a tarde foi especial, pois reuniu crianças em tratamento contra o câncer da Uopeccan (União Oeste Paranaense de Estudos e Combate ao Câncer), alunos da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Apofilab (Associação de Portadores de Fissura Lábio Palatal de Cascavel), Recanto da Criança e integrantes do Grupo Sem Limites de Cascavel.

O show beneficente atraiu a atenção da pequena Andressa Luiza Halamen, de nove anos. Há mais de um ano ela vem lutando contra um câncer no tórax. Em fase de tratamento, ela e mais 11 crianças que recebem acompanhamento pela Uopeccan tiveram uma tarde muito animada.

“Foi muito divertido. Fazia bastante tempo que não vinha em um circo. Recebi o convite e não pensei duas vezes: pedi para meu pai me trazer. Gostei de tudo, mas as bailarinas nos arcos foi a apresentação mais bonita”, destaca a menina.

A direção da Apofilab levou 180 pessoas entre alunos e familiares. Para a diretora Sônia Jimenez Thrun, foi uma ótima iniciativa.

“Os integrantes do circo estão de parabéns pelo lindo espetáculo. E principalmente proporcionar as crianças uma tarde divertida, já que muitos não teriam condições para pagar e, infelizmente, a cultura é algo muito caro em nosso País”, frisa.

O coordenador do Grupo Sem Limites, Gilson Souza Daniel, levou 49 pessoas com algum tipo de deficiência.

“Aprovamos a atitude do dono do circo que pensou na inclusão social e nos proporcionou uma tarde maravilhosa. Isso só vem demonstrar que não existe preconceito quando se tem iniciativa em ajudar o próximo”, comenta.

Alegria que percorre o mundo

O Circo Portugal Internacional está na 5ª geração e percorre toda América Latina e demais países no mundo. Atualmente, são 110 funcionários sendo 54 artistas.

“É uma tradição que passou de pai para filho. E por onde passamos fazemos questão de proporcionar um momento especial às crianças que não teriam condições de assistir ao espetáculo. Convidamos a todos para que venham prestigiar nossos artistas”, diz o empresário Luis Carlos Pimentel.

De Cascavel, o Circo seguirá nas próximas semanas para Foz do Iguaçu.

(Com informações de Eliane Alexandrino)