Comissão de Defesa do Consumidor entregará denuncia contra Caixa Econômica no MP

A denúncia é sobre as irregularidades encontradas no Conjunto Pazzinato, em Cascavel, PR

Reportagem: Milena Lemes

Será entregue na manhã desta terça-feira (19), uma denúncia contra a Caixa Econômica no Ministério Público Federal e no Ministério Público Estadual, constatando a situação dos moradores do Conjunto Pazzinato, em Cascavel, PR, pois os apartamentos estão com diversos problemas, como o teto desabando, infiltrações e o piso estourando.

Como aconteceu no apartamento da moradora Raquel da Luz Sales. “Na quinta-feira (14) o piso do meu apartamento estourou, nos tiramos 42 lajotas quebradas e ainda tem coisa para tirar, conforme vamos pisando dá para ver que está soltando”.

Ela conta que não pode sair do apartamento, pois os filhos estudam próximos ao conjunto. “Nós estamos vivendo uma situação de tensão, sem saber o que vai acontecer depois”. Desde então, a moradora está tentando falar com a Caixa e com a Construtora Cidade Bela, responsável pela construção dos apartamentos, mas não é atendida.

De acordo com a assessoria de imprensa do vereador Celso Dal Molin (PR), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Vereadores, dos 60 apartamentos que existem no conjunto, apenas dois ainda não apresentaram problemas.

Ainda de acordo com a assessoria, na terça-feira e quarta-feira da última semana estavam agendadas visitas em todos os apartamentos, com representantes da Caixa, da construtora, do Procon e com os vereadores que fazem parte da comissão, para que os moradores pudessem relatar quais os problemas, porém, no quinta-feira (7), a construtora desmarcou a visita.

De acordo com o procurador-chefe do Procon, Otto Reis Filho, a denúncia foi a última medida encontrada. “Como eles não estão respondendo a Comissão de Defesa do Consumidor a contento com relação a contratos e a demandas dos consumidores, no sentido de efetivamente resolver o problema, nós nos colocamos a disposição da comissão para assinar os documentos e para ir até o Ministério Público, para auxiliar esses consumidores que estão sendo acompanhados pela comissão”.

A construtora Cidade Bela e a Caixa foram procuradas, mas não responderam.

*Matéria atualizada às 10h46 do dia 19 de novembro. 



Fale com a Redação

3 × 1 =