A alegria estava estampada nos olhos da dona Maria Aparecida Silva, dona de casa moradora há mais de duas décadas no bairro XIV de Novembro, em um terreno sem documentação. Na noite de ontem (14) ela e mais 13 famílias, receberam das mãos do prefeito de Cascavel Leonaldo Paranhos e do presidente da Cohavel, Vinícius Bozza, as matrículas que garantem a  escrituração dos imóveis, tornado-os regularizados a partir de agora. “Faltava isso para gente ter o Natal completo destas famílias. Fizemos asfalto, galeria, esgoto, calçada e faltava o documento, e graças a Deus hoje eles terão o Natal para comemorar, porque serão proprietárias definitivamente de seus imóveis”, disse o prefeito Paranhos.

Para a dona  Maria Aparecida é muito importante ter este documento nas mãos. “É gratificante. É tranquilidade, certeza de que sou a dona daquele pedacinho de terra, daquele terreno. É um presentão de Natal de Ano Novo, aniversário de tudo. Estou feliz demais. Vou dormir mais tranquila”, falou .

E entrega das matrículas serviu também para comemorar os 29 anos de fundação da Cohavel (Companhia de Habitação de Cascavel). Ao longo destes anos, a Companhia consta com 1.880 mutuários em diversos conjuntos da cidade.

O presidente da companhia explica que a partir de  agora, com a regularização fundiária, as famílias tornam-se proprietárias dos imóveis. “Antes elas só moravam nos imóveis, não tinham endereço cadastral nos correios, não conseguiam fazer ligação de água e luz e agora elas têm contrato de compra e venda do imóvel”, explica Boza.

 

Sonho realizado

Laides Gregório dos Rei, zeladora, mora há 23 anos no imóvel sem documentação. “Agora sou proprietária, com documentação em dia, asfalto, ficou muito bom. Ter o documento na minha mão é um sonho realizado. Estou mais tranquila. Estou bem feliz, vou dormir tranquila com a cabeça sossegada,  porque tenho documento do imóvel na minha mão”.

 

Atendimento às famílias do Esmeralda

Paranhos anunciou ainda que  Fundo Municipal de Habitação liberou cerca de R$ 1.890.000,00 ao programa “Para Morar Cascavel”. Com estes recursos a Cohavel,  vai construir 14 casas no bairro Esmeralda.

As unidades habitacionais terão em torno de 40 metros quadrados e serão construídas em uma área de sete mil metros quadrados localizada na Rua Coralina, próximo à Univel. Cada terreno terá em média 180 metros quadrados.

“Nós abriremos a licitação para esta obra já no mês de Janeiro, essas casas serão para aquelas 14 famílias que perderam tudo no último incêndio”, explicou o presidente da Cohavel, Vinicius Boza.

As casas terão dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

Com a licitação aberta em Janeiro, a Cohavel prevê o início das obras par ao mês de fevereiro de 2022, com a entrega das chaves 6 meses após o início da construção.

O presidente da Cohavel disse ainda que o Município pretende atender cerca de mil famílias com este programa habitacional que oferece moradia digna para as famílias cascavelenses.

 

Aluguel Social

“As famílias ainda estão abrigadas no ginásio de esportes, bem assistidas, mas não é o local ideal. Conseguimos fazer a lei, sancionei a lei, já fiz o decreto de regulamentação da lei  e vamos repassar para eles, até  sexta feira (17) os  R$600    por seis meses para que possam pagar um aluguel e, neste período, vamos tentar deixar pronta as casas onde morarão definitivamente. O poder público tem que esboçar sua musculatura, sua energia para defender e fazer ações a quem não tem estas condições. Uma cidade como a nossa que é referência não pode ignorar seus moradores que mais  precisam de ajuda. Cascavel tem musculatura para tender sua população, e vamos atender a todos que precisarem”, finalizou Paranhos.

(Secom)