Buscas por militar no Rio Paraná mobilizam 101 homens

As buscas foram divididas por áreas

As buscas pelo Militar do Exército Brasileiro, desaparecido desde às 23h de domingo (10), no Rio Paraná em Guaíra continuam nesta quarta-feira (13). Foram mobilizadas 101 pessoas para auxiliar nas buscas pelo soldado Daniel Elgelmann de 20 * anos, morador de Marechal Cândido Rondon.

Quando usar máscara de pano

Durante um patrulhamento da margem leste do Rio Paraná uma embarcação clandestina carregada de contrabando colidiu em alta velocidade contra a embarcação da Polícia Federal atingindo três militares do Exército Brasileiro. A embarcação clandestina fugiu do local. Dois militares do Exército foram socorridos e estão fora de perigo.

Buscas sem previsão de término

Ontem (12), militares da 15ª Cia Inf Mtz (Companhia de Infantaria Motorizada) com sede em Guaíra realizaram uma reunião com as interagências e integrantes dos
Órgãos de Segurança Pública.

A reunião foi solicitada pelo Comandante da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, o General de Brigada Cláudio Henrique da Silva Plácido, a fim de tratar das questões relacionadas a busca e salvamento do Soldado da 15ª Cia Inf Mtz, desaparecido em 10 de maio.

Participaram da reunião representantes do Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Militar e Bombeiro Militar do Estado do Paraná e Polícia Militar do Estado do Mato Grosso do Sul.

A operação de busca e salvamento do militar desaparecido continua no local do acidente, sem prazo definido para término, empregando pessoal e material conforme segue: Exército Brasileiro com 26 homens e 2 embarcações Guardian 25, Marinha do Brasil com 6 homens e 2 embarcações, Polícia Federal com 22 homens, um helicóptero, 8 embarcações e 2 mergulhadores, Polícia Rodoviária Federal com 6 homens, Polícia Civil com 7 homens e 1 helicóptero, Bombeiros Militar com 11
mergulhadores, Polícia Militar do PR com 7 homens, 1 helicóptero e 2 embarcações, Polícia Militar do MS com 14 homens.

Durante a reunião, o Chefe da Seção de Operações da 15ª Bda Inf Mec, apresentou um mapa aéreo da região do acidente, a fim de coordenar com os Órgãos de  Segurança, os esforços no resgate do militar desaparecido, dividindo áreas de busca de superfície, áreas das equipes de mergulhadores e áreas de busca das aeronaves de asas rotativas (helicóptero).

*A idade foi atualizada às 9h56 do dia 14 de maio conforme a informação da Agência Estadual de Notícias.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

vinte − dezoito =

1 comentário

  1. Leandro Responder

    Pela família, espero que encontre tudo em paz