Músico inglês morre por não limpar regularmente sua gaita

LONDRES – Um homem de 61 anos morreu no Reino Unido depois de ter tocado por anos sua gaita sem limpá-la regularmente, o que provocou o aparecimento de fungos no instrumento que o o vitimaram, informou uma publicação científica.

O músico, que tocava gaita assiduamente, sofria de tosse seca e se engasgava, segundo explicou o estudo do jornal médico Thorax.

Sua saúde só melhorou quando ficou três meses na Austrália sem seu instrumento, período que os médicos aproveitaram para examinar a gaita. As análises demonstraram que havia vários tipos de fungos em várias partes do instrumento. Apesar de continuar com o tratamento, o dano aos pulmões era irreversível e o músico acabou morrendo em 2014. A necropsia revelou importantes lesões pulmonares.

Este é o primeiro caso de pneumonia causada por inalação de fungos, segundo o estudo.

“É importante que os músicos que tocam instrumentos de sopro os limpem regularmente”, destaca o trabalho, sugerindo “uma boa limpeza com algodão depois de cada utilização, especialmente no bocal”.

“Isso evita que a umidade se instale. Limpeza completa a cada seis meses. No caso da gaita de foles, se é de pele de ovelha, lavar com água quente e alvejante todo ano. Se é de pele sintética, abre para secar”, explica Andrew Bova, do Centro Nacional de Gaitas de Glasgow



Fale com a Redação

15 + um =