A noite deste sábado (20) deu início a uma diversificada programação literária e cultural da 16ª Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu, no Clube Gresfi. O evento, que neste ano entrou pro calendário oficial do município, segue até o dia 27 de novembro.

Este ano, além dos mais de 30 estandes do Salão de Expositores, oficinas, músicas e mostras culturais, a feira ainda reúne a 1ª Mostra de Cultura Afro-Brasileira de Foz do Iguaçu, com exposições de artes plásticas, literatura, moda e beleza, e gastronomia.

“Por ser uma feira já tradicional e que agora faz parte do calendário oficial, em respeito aqueles que fazem cultura e aos que apreciam a literatura, mesmo diante de um curto espaço de tempo para a realização do evento, em virtude das dificuldades causadas pela pandemia, fizemos questão de promover a edição de 2021”, ressalta o prefeito Chico Brasileiro.

O diretor da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, destaca que, por meio das políticas públicas, um evento como a Feira Internacional do Livro, de incentivo à leitura e valorização da cultura, passa a ser permanente. “Mas, para isso, é fundamental a participação da população. Este é um evento que une universidades, movimentos sociais, coletivos, comunidades; é realmente voltado para os cidadãos de Foz do Iguaçu”, destaca.

Na abertura desta edição, participaram dois importantes convidados com reconhecimento nacional na literatura. De forma virtual, a poetisa paranaense Alice Ruiz e, presencialmente, o escritor Daniel Munduruku. Alice venceu dois prêmios Jabuti de Poesia, considerado o mais importante e tradicional prêmio literário do país. Munduruku possui o trabalho ligado às questões indígenas e escreveu mais de 50 livros para o público infanto-juvenil.

Também estiveram presentes na abertura da 16ª Feira Internacional do Livro os vereadores Adnan El Sayed, Anice Gazzaoui e Kalito Stoeckel.

Vale-livro

A Secretaria Municipal de Educação distribuiu mais de 20 mil vale-livros para os alunos matriculados na rede municipal de ensino, que podem fazer as trocas no estande da pasta na feira. “Vale-livros não são gastos, é um importante investimento do município na educação. Vimos o encantamento nos olhos das crianças, na hora da escolha dos livros. Elas não sabiam qual escolher. Que esse encantamento permaneça, esse é o motivo da feira do livro”, ressalta a secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva.

Atrações

A curadoria da Feira do Livro preparou uma lista de grandes atrações para todos os dias do evento. Além dos autores convidados, a semana será repleta de lançamentos de livros com autores locais, shows com artistas da região, estandes de livreiros e de exposições. Confira a programação completa no site da Fundação Cultural (culturafoz.pmfi.pr.gov.br).

Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=49187

(PMFI)