Cotidiano

Cassação e inelegibilidade de Miguel Bayerle são mantidas pelo TRE-PR

Ex-prefeito Miguel Bayerle (Foto: Arquivo)

Itaipulândia - O TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) manteve na terça-feira a cassação e a inelegibilidade por oito anos do ex-prefeito de Itaipulândia, Miguel Bayerle. O Tribunal seguiu o que já havia sido decidido em primeira instância, nas eleições de 2016. 

Bayerle foi enquadrado no crime de abuso de poder público, mais conhecido como uso da máquina pública, em favor da sua própria candidatura. O que motivou o pedido dos advogados de Edinei Gasparini, atual prefeito, foi a nomeação de Sidney Picolli, ex-prefeito e ex-presidente da Câmara da cidade, para o cargo secretário de Agricultura. Tal nomeação teria sido, no entendimento da Justiça, tão e unicamente para angariar apoio político para a reeleição do então prefeito.

“O cidadão não tinha experiência na área e já tinha declarado apoio à oposição. No entanto, mudou de lado devido ao cargo que ganhou. Outras acusações foram feitas, como entrega de cestas básicas, mas o que motivou a decisão do TRE foi essa nomeação”, explicou o advogado Marcos Boschirolli.

Com essa decisão, Bayerle ficou inelegível de fato, uma vez que foi tomada em colegiado. No entanto, ele ainda pode recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).