A distância do centro da cidade até as pessoas que mais precisam de ajuda não é empecilho para o Provopar de Cascavel e Defesa Civil. Onde houver esta necessidade,  a ajuda chega. Prova disso é o trabalho que vem sendo realizado com regularidade no acampamento Dorcelina Folador, distante cerca de 50km  do centro da cidade. Nesta comunidade, que fica no distrito do Rio do Salto, há quatro meses o Provopar entrega alimentos para as famílias cadastradas no Centro de Referência em Assistência Social (Cras), que faz um  atendimento volante.

Nesta terça feira (10), as equipes estiveram novamente no acampamento onde foram entregues 28 cestas básicas  com 25kg de alimentos e cobertores. Cada um a das famílias cadastradas receberam dois cobertores. “As famílias são grandes e o alimento que elas tem em casa não  são suficientes para  todos  nos trinta dias do mês. O Provopar sabendo desta situação faz a sua parte repassando estas doações. Nós temos uma parceria com a Secretaria de Assistência Social junto ao Cras Volante que atende esta região e, assim, fazemos o levantamento das famílias que precisam. Além disso, a Escola do Campo José Bonifácio, no Rio do Salto, também faz um levantamento destas famílias  que precisam. Temos tudo planilhado para atender de forma igualitária as famílias”, explicou a psicóloga do Provopar, Alini Cristina Chaves.

Ao todo foram disponibilizadas 72 cestas de alimentos e 144 cobertores. Depois da entrega no acampamento Dorcelina Folador, os alimentos e  cobertores restantes foram levados para escola José Bonifácio, onde as famílias farão a retirada junto a direção da instituição. Roberto Parra, gerente da Defesa Civil enalteceu a parceria do poder público e Provopar para atender as famílias em situação de vulnerabildiade que vivem  na zona rural do Município. “Muitas destas famílias não conseguem comprar o alimento que precisam devido as dificuldades que enfrentam e também têm dificuldades de se deslocar  até o distrito do Rio do Salto para buscar a cesta básica disponibilizada pelo Provopar, por isso a Defesa Civil é parceira e assim cumpre o seu papel de ajudar quem mais precisa”.

Moradora do acampamento Dorcelina Folador, dona Maria Zenir Soares foi uma das pessoas que recebeu a cesta de alimentos do Provopar e os cobertores. “A cesta veio em boa hora porque os alimentos lá em casa são poucos. Agora vai ficar bom. Vai dar para comer uma porção de dias  e os cobertores vão ajudar bastante”, enfatiza.

Para Helena Gale Deves,  moradora do acampamento a cesta e os

cobertores vão ajudar bastante. “Veio em boa hora esta ajuda”, resume.

“Eu agradeço a Deus por estes alimentos e cobertores, vai ajudar bastante a família. estamos com pouco comida e somos em muitos, por isso toda ajuda é bem vinda”, finalizou dona Maria de Oliveira Pedroso, moradora do acampamento, cadastrada no Cras Volante e beneficiada com as doações do Provopar.