Mesmo com adaptações e medidas de segurança sendo viabilizadas e ingressos sendo vendidos, não vai ser desta vez que o torcedor da Serpente Tricolor vai voltar a ver pessoalmente a atuação do time.

Depois de anunciar ontem que seria permitida a presença de 50% de público no Ginásio da Neva no jogo contra o Foz pela Liga Paraná Futsal, a diretoria do Cascavel informou nessa tarde, que a partida será com portões fechados e a torcida não vai poder comparecer.

Confira a nota:

“A Secretaria Municipal alega que foi notificada pela Secretaria de Saúde do Governo Estadual da PROIBIÇÃO de eventos esportivos com público e acatou a notificação, mesmo havendo o Decreto Municipal 15621 em seu Artigo 7 autorizando os espaços esportivos a realizarem eventos com a capacidade reduzida a 50% de sua capacidade total de público.

Infelizmente só resta ao Cascavel Futsal, respeitar essa notificação e pedir desculpas ao Torcedor Tricolor que já havia mostrado seu apoio e iria marcar presença na partida, mas continuaremos lutando para conseguir o mais rápido as liberações para que possam voltar ao ginásio assistir as nossas partidas”.

O jogo está confirmado para este sábado, às 19 horas, mas apenas as equipes envolvidas, arbitragem e alguns membros da imprensa terão acesso, respeitando os protocolos sanitários.

Quem comprou o ingresso para o jogo Cascavel Futsal e Foz no dinheiro, basta voltar ao ponto de venda que adquiriu o ticket e será reembolsado. Quem comprou pelo site www.envetos365.com.br terá seu estorno automático.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), se pronunciou através de nota:

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), informa que o Artigo 7 do Decreto 15.621, que trata da liberação de eventos esportivos em Cascavel, refere-se a eventos municipais e não no âmbito estadual. Por conta disso, a partida entre o Cascavel Futsal e o Foz Cataratas, pela Liga Futsal Paraná, deverá ser sem a presença de público. Por ser um evento estadual, deve ser seguida Resolução nº 338, da Secretaria Estadual da Saúde, atualizada pela Resolução 743.
Cabe salientar que em nenhum momento a Liga solicitou autorização do Comitê de Operações de Emergência (COE) ou da Secretaria Municipal de Saúde para a realização do evento.