COTIDIANO

Único hospital psiquiátrico da região vai encerrar atividades em julho

18 de junho de 2015 às 10:42
Publicidade

Marechal Cândido Rondon – A diretoria do Hospital Filadélfia, de Marechal Cândido Rondon, comunicou oficialmente o fechamento do único hospital psiquiátrico da região.

“A intenção é lembrar o aniversário de 64 anos da unidade, em 25 de julho, com o hospital vazio”, lamenta a direção em coletiva na Acimacar.

O pronunciamento vai contra a posição da Secretaria Estadual de Saúde. Na semana passada, o Estado alegou que o hospital deveria seguir as regras do contrato firmado, deixando de atender somente depois de completados três meses do comunicado oficial, feito há sete dias. Entretanto, o Filadélfia garante que nenhum paciente sairá lesado, já que os tratamentos duram em média 60 dias. 

As rescisões contratuais já começaram. Dos 126 funcionários contratados, 100 serão desligados da empresa. O restante será remanejado ao Hospital Rondon, também da família Seyboth, principalmente ao setor de lavanderia.

O hospital acumula dívida de R$ 16 milhões. Além disso, o governo estadual deixou de repassar, desde outubro de 2014, cerca de R$ 1,2 milhão, o que agravou o quadro. O último reajuste feito pelo Estado ocorreu em 2012, ano em que Filadélfia tentou descredenciamento da Central de Leitos.

 (Com informações de Marina Kessler)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE