Show Rural deve movimentar mais de R$ 1,4 bilhão

Rizzardi destaca que os grandes bancos públicos e privados já sinalizaram com diversas possibilidades de negociação

Cascavel – Na última reportagem da série que aborda os últimos preparativos para o Show Rural 2017, que ocorre de 6 a 10 de fevereiro, no Parque Tecnológico da Coopavel, o O Paraná fala sobre as perspectivas de comercialização durante uma das maiores feiras do agronegócio do Paraná, que deve bater recordes de valores e de público.

Segundo o coordenador do Show Rural, Rogério Rizzardi, a safra recorde de soja, que começa a ser colhida, deve impulsionar as negociações. “No ano passado, segundo informações obtidas com os bancos e com as empresas expositoras, o montante foi de R$ 1,4 bilhão e neste ano esse número deve ser ainda maior”.

Rizzardi destaca que os grandes bancos públicos e privados já sinalizaram com diversas possibilidades de negociação. “Eles disseram que dinheiro tem, cabe ao produtor encontrar seus produtos e aliar as opções de financiamento”.

Ele comentou ainda que o fato da região colher uma safra recorde este ano deve fazer com que muitos agricultores troquem seus equipamentos. “Há alguns anos, por conta da crise econômica nacional, muitos produtores estão fazendo consertos nas suas máquinas e agora devem fazer a troca, optando, é claro, por aqueles mais modernos, com mais tecnologia e que devem ampliar e melhorar a produção”.

E para quem quer as “grandes máquinas” o Show Rural deste ano deve contar com a participação das cinco principais empresas do setor: Case, Valtra, Massey Ferguson, John Deere e New Holland.

 



Fale com a Redação

dois × 4 =