Um helicóptero sobrevoando os bairros do Jardim Coopagro e Jardim Gisela, em Toledo, chamou a atenção dos moradores na manhã desta quarta-feira (7). Tratava-se do cumprimento de mandados da ‘Operação Sem Fronteiras’.

A Operação contou com a participação de equipes da Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM), e do GOA (Grupamento de Operações Aéreas) da Polícia Civil do Paraná. Durante a Operação, sete pessoas foram presas preventivamente pelo crime de tráfico de drogas. Com eles também foram apreendidos cinco celulares, uma balança de precisão, duas buchas de cocaína, um veículo Honda Civic e a quantia em dinheiro de aproximadamente R$ 10 mil. O helicóptero utilizado durante a operação foi deslocado da cidade de Guaíra.

A Operação Sem Fronteiras teve como objetivo desencadear uma organização criminosa que vinha agindo em Toledo em crimes contra o patrimônio e no âmbito do tráfico de drogas. As investigações iniciaram há aproximadamente um ano, mais precisamente no mês de maio de 2020, quando também houve o cumprimento de uma série de mandados de prisão e busca e apreensão. Os procedimentos foram conduzidos pelos delegados Antônio Donizete Botelho e Ilso Campaner.

O comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar de Toledo (19º BPM), tenente-coronel, José Osmar Novach, salientou que as forças policiais agiram rápido e em conjunto e que a ação foi importante para coibir o tráfico de drogas, dando assim mais tranquilidade à nossa população. “Temos que parabenizar as forças policiais, tanto da PM, quanto da Polícia Civil pelo excelente trabalho prestado à comunidade nessa situação. A nossa maior preocupação é sempre com a vida de nossos moradores e a questão do tráfico acaba trazendo alguns reflexos a comunidade, principalmente em índices ligados ao número de homicídios. Então quando nós atingimos o tráfico de drogas, a gente fica muito feliz, pois também atingimos esses índices que são muito preocupantes”.

O delegado-chefe da 20ª Subdivisão Policial de Toledo (20ª SDP), Antônio Donizete Botelho, reforçou que as pessoas apreendidas já eram conhecidas no meio policial e que as investigações já vinham ocorrendo há um longo período. “São pessoas conhecidas no meio policial e que já haviam e vinham sendo investigadas há um longo período e esse trabalho de hoje acarretou em suas prisões preventivas. Enalteço o trabalho em conjunto com a Polícia Militar e a relevância dessas prisões, uma vez que coibimos uma organização criminosa que praticava vários atos ilícitos”.

A Operação Sem Fronteiras pode continuar tendo desdobramentos. Isso pode ocorrer dependendo de uma análise e investigação dos materiais apreendidos na data de hoje, como esclareceu o delegado. “Futuros desdobramentos podem ocorrer após uma profunda investigação dos materiais recolhidos na Operação de hoje. Conforme o que for encontrado, poderemos dar o devido prosseguimento a Operação Sem Fronteiras”, concluiu Botelho.

Fonte: Toledo News