O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, anunciou a expulsão da deputada paranaense Luísa Canziani da sigla. Luísa é acusada de ter gravado uma reunião de deputados com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, sobre o Homeschooling.

A denúncia foi feita pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), que acusa a parlamentar paranaense de usar um microfone da Rede Globo para uma reportagem do programa Profissão Repórter. “Acabei de assumir a Presidência do PTB Paraná e garanto que essa traíra não terá espaço para se candidatar no PTB Paraná. Aqui mando eu, como presidente… Ela arrumou uma baita encrenca, sou bolsonarista raiz, não aceitamos traíras [sic]”, disse a presidente estadual da sigla, Marisa Lobo.

Outro lado

Luísa disse que “há algum tempo não tenho encontrado espaço dentro do partido, o que levou a um desconforto mútuo pelos dois lados. A expulsão do partido apenas sacramentou essa decisão. É chegado o momento de novos desafios políticos partidários”. Contudo, repete que não gravou “nem gravaria reunião alguma sem qualquer tipo de permissão!” e que o secretário executivo do MEC foi avisado previamente sobre o microfone. Ela deve ir para o PP ou o PSD.