H) Billboard Internas (320X50)
H) Billboard Internas (970x250)

INFORME DA REDAÇÃO

Informe da redação do dia 15 de junho de 2019

15 de junho de 2019 às 09:40
Publicidade

Greve à vista?

Com a segunda “greve geral” já realizada este ano, os servidores estaduais do Paraná alertam que podem cruzar os braços em definitivo ainda neste mês. As entidades que representam o funcionalismo estadual e compõem o FES (Fórum das Entidades Sindicais do Paraná) já aprovaram estado de greve e indicativo de paralisação a partir do próximo dia 25. A reclamação é o descumprimento da data-base (maio). Os servidores do Executivo estão sem correção desde 2016 e a defasagem passa de 17%. Os líderes sindicais reclamam da falta de resposta oficial do Governo Ratinho Jr que, em entrevistas, tem tido não haver espaço para qualquer aumento este ano. Neste sábado a APP-Sindicato realiza assembleia estadual, às 8h30, em Curitiba, para decidir se adere ao movimento.

Troca de secretários

O prefeito Marcio Rauber, de Marechal Cândido Rondon, deve anunciar segunda-feira (17) várias mudanças no primeiro escalão. As duas secretarias vagas – Governo e Agricultura – devem ser as primeiras a serem ocupadas. Mas a expectativa é de que o prefeito anuncie mudanças em outras quatro secretarias. Em algumas será apenas “dança de cadeiras”, ou seja, remanejamento de nomes que já estão no governo. Apesar de confirmar as mudanças, o prefeito não adiantou nenhum nome.

Adelino na Alep?

O secretário de Obras de Cascavel, Adelino Ribeiro, garante que está comprometido com o plano de governo do prefeito Leonaldo Paranhos (PSC), mas um parecer do Ministério Público Eleitoral sugerindo a cassação do Boca Aberta Junior pode abalar essa certeza. A coligação Paraná Sustentável, Justo e Soberano e o PDT pedem a condenação do deputado estadual londrinense por caixa dois na campanha passada. Pelo PRB, Adelino fez 37.835 votos e ficou como suplente. Agora ele está no PSC.

Cheiro ruim

O forte odor na cidade de Toledo tem despertado a atenção do Legislativo, que busca uma medida eficiente. Moradores relataram que não suportam mais o mau cheiro e, diante da situação, o vereador Gabriel Baierle (PTB) quer que a prefeitura explique a origem e quais providências estão sendo tomadas para pôr fim ao problema.

Prioridade

Polêmica à vista na Câmara de Toledo. Projeto de lei em discussão desta segunda-feira quer obrigar as repartições públicas e as concessionárias de serviços públicos a garantirem atendimento preferencial a doadores de sangue. Para poder furar a fila, basta apresentar o certificado de doação de sangue. A proposta é da vereadora Marly Zanete (PSL).

Revogaço I

A Comissão Especial de Revisão da Legislação Municipal de Cascavel apresentou nessa sexta-feira (14) os resultados do trabalho realizado de janeiro até maio. Foram revisadas todas as leis das décadas de 50 e 60 e feito levantamento de todas as leis municipais com Adins (Ação Direta de Inconstitucionalidade) desde 1953. São 6,9 mil leis analisadas.

Revogaço II

De seis décadas, duas foram analisadas, revisadas 712 leis e a comissão percebeu que 527 delas podem ser revogadas – 74%. Há leis em vigor curiosas que serão revogadas: uma autoriza o Executivo municipal a comprar um aparelho telefônico para emprestá-lo à delegacia; outra declara de utilidade pública os alto-falantes da rodoviária.

Descuido formal

Em entrevista ao Estadão, o ministro Sergio Moro chutou o balde e “mandou publicar tudo”. Mas, admitiu que pode ter cometido um “descuido formal” ao trocar mensagens com membros da Força-Tarefa Lava Jato por meio de um aplicativo de mensagens. “Eu não cometi nenhum ilícito. Estou absolutamente tranquilo em relação a todos os atos que cometi enquanto juiz da Lava Jato. Eventualmente, pode ter havido algum descuido formal, mas, enfim, isso não é nenhum ilícito”.

 

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

I) Internas lateral Desktop (300x600) - Revisado

PUBLICIDADE

K) Rodapé Internas (728x90) Desktop