Informe da redação: cartão Comida Boa e corte de araucárias

MP de olho no cartão Comida Boa

Quando usar máscara de pano

Os prefeitos de quase todo o Paraná já começaram a receber as remessas do cartão Comida Boa, que viabiliza R$ 50 para 1 milhão de paranaenses. Os vouchers estão sendo entregues a prefeituras e instituições parceiras, que estão encarregadas de repassar aos beneficiários. A movimentação é monitorada atentamente pelo Ministério Público. Mauro Rocha, subprocurador-geral de Justiça, comenta que o MP já agiu preventivamente, orientando algumas regras, como a proibição de que prefeitos, secretários municipais e estaduais e assessores diretos de autoridades participassem diretamente da entrega dos cartões. Em ano de eleições municipais, distribuir cartão com cinquentão pode dar muita confusão.

 

Quem pode

Outra preocupação do MP é sobre a escolha de quem receberá os cartões, que são destinados a microempresários, autônomos e trabalhadores informais. É que cada cidade terá um limite de vouchers para distribuir a esses profissionais, que devem assinar um documento, dizendo que se enquadram nas regras do programa e que tiveram a renda profundamente afetada pela pandemia. E se o número superar o estoque? Quem decide quem ganha e quem fica sem?

 

Corte de araucárias

O Ministério Público do Paraná encaminhou recomendação administrativa ao prefeito de Cascavel para que seja suspenso o corte de 231 araucárias adultas, autorizado pelo Instituto Água e Terra com o argumento de que é necessário para a readequação da Estrada Arataca, entre Cascavel e Três Barras. A permissão, no entanto, teria sido concedida sem a realização do Estudo e do Relatório de Impacto Ambiental, obrigatórios por lei.

 

Sem reajuste

Por falar em Cascavel, a prefeitura notificou o Sismuvel (Sindicato dos Servidores Municipais de Cascavel) para retomar as negociações da data-base após agosto, argumentando que agora está difícil devido à queda na arrecadação e aos gastos com as ações para conter a covid-19. Os servidores não gostaram, mas, nesse momento, não há muito o que fazer.

 

Sanepar

Inconformados com a falta de respostas da Sanepar, vereadores de Cascavel resolveram levar nova denúncia contra ela ao promotor Angelo Ferreira. Dessa vez é pela quantidade de consumidores reclamando que disparou a conta de água nos últimos meses. A diretoria da Sanepar até admitiu que algumas leituras não foram feitas in loco, mas não se manifestou para ver se há algum problema.

 

Dia das Mães

Lojistas e consumidores de Cascavel ganharam um incentivo para esquentar o comércio no Dia das Mães. Em decreto assinado ontem, o prefeito Leonaldo Paranhos liberou o funcionamento das empresas até as 22h, de ontem e deste sábado.

 

Pesquisa

O ministro Marcos Pontes (Marcos Pontes) afirmou que o governo está investindo de R$ 100 milhões em pesquisas para combate à covid-19. Pontes acrescentou que foram liberados R$ 352 milhões para laboratórios estão aportados mais R$ 600 milhões pela  Finep para essa finalidade.

 

Por etapas

A Prefeitura de Foz do Iguaçu anunciou a reabertura dos hotéis da cidade e da visitação ao Parque Nacional do Iguaçu. O prefeito Chico Brasileiro adiantou que pretende focar numa retomada mais forte do turismo a partir de 10 de junho, aniversário da cidade.

 

Retomada só em agosto

O governador Ratinho Júnior acredita que a retomada da atividade econômica deve começar a partir de agosto, com a perspectiva da diminuição dos casos da covid-19. Ratinho Junior propõe ampliar os investimentos públicos com a execução de obras que geram empregos nos municípios e tornar a administração mais eficiente para impulsionar a economia.

 

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

10 + 13 =