Fifa recua na ideia de ampliar participantes na Copa de 2022

A decisão de aumentar o número de seleções deve ficar para 2026

Zurique – A Fifa abandonou a ideia de aumentar de 32 para 48 o número de seleções que vão disputar a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. A entidade anunciou a decisão de manter o numero estável por meio de um comunicado divulgado ontem.

Presidente da Fifa, Gianni Infantino vinha insistindo na ideia de elevar o número de seleções, decisão que a princípio confirmada agora para 2026, quando México, EUA e Canadá vão sediar o Mundial de futebol conjuntamente.

Para a Copa do Qatar, o dirigente pretendia convencer países vizinhos a receber alguns jogos, a fim de viabilizar a parte logística. No comunicado, a Fifa explicou que explorou também a possibilidade de o próprio Qatar sediar todos os jogos e, para tanto, estaria disposta a diminuir alguns de seus padrões de exigência.

Uma análise conjunta, no entanto, concluiu que, a essa altura, devido ao avançado estágio preparação e da necessidade de uma análise dos potenciais impactos logísticos no país, seria necessário um tempo maior e não seria possível tomar uma decisão até o prazo limite de junho deste ano.

 



Fale com a Redação

cinco × 4 =