Com as temperaturas caindo desde o início desta semana, os trabalhos no Zoológico Municipal de Cascavel foram intensificados em alguns recintos para que os animais que têm mais dificuldade em se aquecer não passem tanto frio. Esse cuidado é reforçado todos os anos.

Nesse período de inverno é feito todo um trabalho, principalmente com os animais que são mais sensíveis às baixas temperaturas. Nos recintos são feitos isolamentos com lonas para diminuir a presença do vento gelado que ecoa pelo Zoo, sem contar que todos os animais possuem uma área de escape dentro do recinto.

Para os mamíferos, além dos tablados de madeira é feita a troca da cama constantemente com feno nas áreas cobertas. A alimentação para algumas espécies é feita com alimentos de valor energético maior.

Os répteis são os animais que mais precisam de um cuidado específico, visto que precisam ter um controle de temperatura com placas e lâmpadas aquecedoras.Outros animais, como as aves, também são realocados em áreas mais fechadas, para evitar o frio.

“Todos os anos cobrimos os recintos, trocamos o feno das camas, colocamos abrigo de chuva, e também tem o novo recinto dos Jabutis que já possui uma área de manejo preparada com aquecedores e lâmpadas de cerâmica que fica bem quentinho para eles no inverno” explicou o gerente da Divisão de Vida Silvestre e Bem Estar Animal, Rodrigo Neca Ribeiro.

Alimentação

A alimentação mais energética agrada muito aos felinos, que recebem um cardápio recheado de proteínas e gorduras, com carne vermelha, frango e entre outros.

Dieta Aves: pinhão, amendoim, abacate (com restrições para algumas espécies) e mamíferos: pinhão, mel, abacate, amendoim, polenta.

Répteis: redução na oferta de alimento, em virtude do metabolismo baixo no período.

 

Lago

As capivaras,  famosas moradoras do Lago Municipal  são animais de vida livre. Assim como os macacos, os mesmos acabam “se virando” em relação a frio e alimentação, pois são acostumados com a baixa temperatura por natureza, pois precisam de água para manter a pele úmida.

 

Zoo

O Zoo conta com 350 animais de 70 espécies. Ao todo, são 70 recintos para visitação e mais 40 no setor extra para onde são levados os animais doentes ou em idade avançada, que não é aberto à visitação. O local passou por várias reformas nos últimos meses para melhor bem-estar dos animais e está aberto para visitação das 10h às 17h, de terça a sexta-feira.