Coluna ADI do dia 01 de maio de 2019

Interesse chinês

A macrodrenagem e engorda da praia de Matinhos e a extensão da malha ferroviária da Ferroeste entre Cascavel e Foz do Iguaçu são os dois projetos que interessam a investidores chineses que estarão no Paraná no próximo 14 de maio para tratar dos empreendimentos. Só em Matinhos, o investimento previsto é de R$ 800 milhões. A extensão do ramal da Ferroeste até Foz ainda não tem custo definido, mas faz parte do corredor bioceânico, projeto de ferrovia que ligará o Porto de Paranaguá ao de Antofagasta, no Chile.

Malha ferroviária

A integração da malha ferroviária dos países da América do Sul será debatida em um seminário organizado pelo Parlamento do Mercosul no Paraguai em data a ser marcada. De acordo com o deputado Ricardo Barros (PP-PR), o objetivo é construir um plano de integração da infraestrutura ferroviária do continente. Barros é um dos brasileiros que compõem a comissão do Parlasul.

JMacêdo em Londrina

O prefeito Marcelo Belinati (PP) confirmou com Walter Faria Júnior, presidente da JMacêdo, líder nacional nos segmentos de farinhas de trigo e misturas para bolo, a instalação de um novo complexo industrial em Londrina. Serão R$ 500 milhões em investimentos e 4,5 mil novos empregos. Só de construção são 380 mil metros quadrados. Serão instaladas cinco indústrias e empresas: fábrica de macarrão, fábrica de biscoitos, moinho, centro de distribuição e laboratório de trigo.

Repasses aos HUs

O deputado Michele Caputo (PSDB) solicitou ao Estado a regularização dos repasses aos hospitais universitários afetados pela desvinculação das receitas de estados e municípios. O entendimento é que a legislação federal excetua a saúde e, portanto, não deveria redirecionar recursos destinados ao custeio de serviços da área, o que inclui hospitais universitários. “Protocolei requerimento pedindo informações à Secretaria da Fazenda para esclarecer essa situação. Trata-se de um problema muito sério e que tem comprometido o funcionamento dos hospitais universitários”, destaca o deputado.

Dinheiro do SUS

Michele Caputo afirma que o tema foi trazido à tona pelos reitores de universidades estaduais, preocupados com o corte sistemático de recursos. O argumento é que parte dos valores bloqueados é oriunda do SUS e se referem à produção hospitalar. “Temos que regularizar isso o mais rápido possível. Não podemos deixar que a população corra o risco de ficar sem atendimento”, enfatiza o deputado.

Obras nas BRs

Duas rodovias que ligam Curitiba ao interior, trecho da 277 e a 376, além da PR-151 (região de Jaguariaíva), ganharão um conjunto de obras. O Estado deverá apresentar nos próximos 60 dias as modificações prioritárias que devem ser feitas nas estradas. As intervenções fazem parte do acordo de leniência assinado entre a Rodonorte e o Ministério Público Federal. A Rodonorte se comprometeu a pagar R$ 750 milhões até o fim da concessão, que acaba em novembro de 2021 – R$ 715 milhões em decorrência da infração e R$ 35 milhões em multa.

Consegs

Projeto de lei apresentado pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) inclui os conselhos comunitários de segurança no Programa Nota Paraná. Dessa forma, os Consegs poderão receber créditos e prêmios previstos no programa.

 



Fale com a Redação

treze + quinze =