CGU declara Jaraguá Equipamentos como empresa inidônea

BRASÍLIA – A Jaraguá Equipamentos Industriais, empresa de fachada do doleiro Alberto Youssef, foi declarada inidônea pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU). A decisão assinada pelo ministro Torquato Jardim foi publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira.

Unimed

A medida impede que a empresa participe de novas licitações ou que seja contratada pela administração pública nos âmbitos federal, estadual e municipal. Ela também passa a fazer parte do cadastro de empresas inidôneas ou suspensas (CEIS), do Portal Transparência.

No despacho, o ministro argumenta que a empresa foi punida porque ?pagou propina para agentes públicos com finalidades ilícitas, tais como exercer influência indevida sobre esses agentes e deles receber tratamento diferenciado; e por utilizar empresas de fachada para dissimular pagamentos?.

O processo administrativo de responsabilização foi instaurado em abril de 2015, em virtude da Operação Lava Jato, e confirmou envolvimento da empresa com o esquema de corrupção.

A CGU informou que encaminhará as conclusões ao Ministério Público Federal (MPF), ao Tribunal de Contas da União (TCU) e à Advocacia-Geral da União (AGU) para as providências cabíveis, no âmbito das respectivas competências.

Assembleia

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação