Canoístas cascavelenses treinam em ritmo intenso

Objetivo é representar o Brasil pela primeira vez numa edição dessa competição ele disputará no dia 22 de maio, nos Estados Unidos

Cascavel – Um dos destaques da canoagem brasileira, o cascavelense Roberto Maehler está na luta por uma vaga na Olimpíada do Rio de Janeiro. Para chegar ao objetivo de representar o Brasil pela primeira vez numa edição dessa competição ele disputará no dia 22 de maio, nos Estados Unidos, o Campeonato Pan-Americano de Canoagem Velocidade. Será a última chance para Maehler confirmar sua participação nos Jogos Olímpicos. Ele disputará as categorias K1-1000m e K2-1000m.

Esta é a terceira vez que o canoísta busca uma vaga para competir em uma Olimpíada. Em 2008, problemas de saúde o impediram de seguir em frente nas competições classificatórias, e na segunda tentativa, quatro anos depois, não se qualificou por menos de 1 segundo.

Por outro lado, Maehler já fez história nos Jogos Pan-Americanos, com três medalhas conquistadas, todas na categoria K4-1000m. Foi ouro no Rio de Janeiro 2007, bronze em Guadalajara 2011 e prata em Toronto 2015.

Desta vez ele vive dias intensos por conta da proximidade do Campeonato Pan-Americano, no qual espera obter a qualificação olímpica. “Acredito que é possível uma medalha para o Brasil. Estou treinando muito para isso”, diz.

Outros atletas

Outros dois representantes da canoagem cascavelense treinam de olho em vagas na Rio 2016: Ana Paula Vergutz e Vagner Junior Souta também fazem parte da equipe permanente de canoagem velocidade do Brasil e vêm se destacando no esporte. No Pan de Toronto 2015, Ana Paula conquistou a primeira medalha feminina da história da canoagem velocidade brasileira (bronze no K1-500m), enquanto Vagner Souta voltou para casa com duas medalhas: (prata no K4-1000m e bronze no K2-1000m).

Paracanoagem

Para a paracanoagem brasileira, a qualificatória para os Jogos Paralímpicos Rio 2016 também será no mês de maio, mas no dia 19 e em Duisburg, na Alemanha. A competição deverá contar com o paratleta cascavelense Alex Sandro Correa Pessoa, que nesta semana foi pré-convocado para a equipe permanente do Brasil na categoria KL2-200m. Além dele, outros 12 canoístas foram chamados para o período de 15 dias de avaliações que darão parâmetros para mantê-los ou não concentrados na condição de convocados oficiais. Alex Pessoa fez parte no ano passado da seleção permanente, que se concentra no Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo, em São Paulo.



Fale com a Redação

dezenove − 11 =