Atleta de Corbélia disputa a prova em homenagem a Adriana de Souza

Corbélia – Atleta que já desperta a atenção dos concorrentes nas provas que disputa, o maratonista Valmir Marasca, de 38 anos, será representante da cidade de Corbélia na 94ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, nesta segunda-feira, dia 31 de dezembro. A largada está marcada para as 9h na Avenida Paulista, em São Paulo, e Valmir já sabe o que enfrentará em cada centímetro dos 15 quilômetros da prova, mesmo sendo sua primeira participação.

brde2

É que ele, conhecido como Tite, era treinado pela também paranaense, mas de Ibiporã, Adriana de Souza, que levou a bandeira do Brasil ao pódio da São Silvestre por três anos seguidos, em 2000, 2001 e 2002. Ela faleceu no início do mês após complicações durante uma cirurgia, em Cascavel.

“Era ela quem me passava os treinamentos. Tenho todas as planilhas feitas por ela, do que eu tenho que fazer, do tempo, dos treinos a cada dia da semana. Eu estava me preparando com ela, e isso mudou a visão que eu tinha da prova. Com a ajuda dela eu fiquei fortalecido. Se eu estou correndo bem hoje é porque ela me ajudou. Eu devo isso a ela e corro por ela”, diz Valmir.

Corretor nas “horas de folga”, o corredor Valmir treina exclusivamente para a São Silvestre há sete meses. “Corro todo dia, faço duas horas manhã e uma à tarde”, explica ele, que embarcará neste sábado para São Paulo.

“Para esta minha primeira São Silvestre a ideia é terminar bem 2018, pois foi um bom ano e quero termina-lo bem lá”, diz Valmir, que nesta temporada já disputou 20 provas, incluindo a Meia Maratona de Foz, e que treina intensamente para as corridas: “minhas rotas são até o centro de Cascavel, num percurso de 38 quilômetros; até Braganey, num percurso de 33 quilômetros; e até Ubiratã, enfrentando subidas de até três quilômetros. Então, estou preparado, quero chegar bem na São Silvestre”.
 

brde2

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação