Cascavel – A PRF (Polícia Rodoviária Federal) divulgou nesta quinta-feira (9) um balanço das apreensões do primeiro semestre de 2015. De acordo com o relatório, que compara os resultados obtidos no mesmo período do ano passado, a PRF apreendeu 140% a mais de cocaína e 157% a mais de cigarros do que em 2014.

Nos seis primeiros meses deste ano foram retirados de circulação 1.075,7 quilos de cocaína, contra 447,4 quilos do ano passado. O resultado já supera o recorde registrado pela instituição em todo o ano passado, quando foram apreendidos 913,9 quilos da droga.

Outro produto que teve um aumento considerável nas apreensões é o cigarro. No primeiro semestre do ano passado foram 6,1 milhões de maços contra 15,7 milhões este ano. Um aumento de mais de 157%.

As apreensões de cigarro contrabandeado também já superam o total apreendido ao longo de todo o ano passado. De janeiro a dezembro de 2014, a PRF apreendeu 13,5 milhões de maços de cigarro no estado.

Em relação ao crack no Estado, as apreensões também cresceram, passando de 260,4 quilos em 2014 contra 431,5 quilos esse ano, uma alta de 65,7%. Já em relação a apreensão de maconha a PRF apreendeu 22,5 toneladas da droga neste primeiro semestre contra 21,5 toneladas no ano passado. Aumento de 4,6%.

Entre os motivos listados pela PRF para esses sucessivos recordes do total de apreensões estão o comprometimento do efetivo e a realização de operações temáticas, que possibilitam a capacitação e a troca de experiência entre os policiais rodoviários federais.

O total de armas de fogo apreendidas pela PRF dobrou em relação ao primeiro semestre de 2014. Passou de 47 para 94 armas. Já o número de munições apreendidas caiu, de 7.039 para 4.762 unidades.

No primeiro semestre deste ano, a PRF prendeu 223 pessoas por tráfico de drogas e 154 por contrabando nas rodovias federais do Paraná. A instituição recuperou ainda 416 carros roubados.