Waldir de Areis já é figura conhecida no Banco de Sangue de Cascavel. Com quase 69 anos de vida, ele completa agora 67 doações de sangue, feitas durante 22 anos. Mais do que justo que ele fosse homenageado no Dia do Doador Voluntário de Sangue, lembrado no último domingo (25). “Eu gostei muito da homenagem. Só de estar aqui, com essa idade, ajudando o próximo, poder continuar doando, já é uma felicidade sem igual”, diz Waldir.

Todas as suas contribuições no Banco de Sangue já ajudaram cerca de 270 pessoas, com o equivalente a 29,5 litros do líquido precioso. “Eu comecei a doar sangue por causa de um amigo que se acidentou lá em 1996. De lá para cá nunca mais parei. É muito bom doar”, conta.

Waldir tem só mais um ano para doar sangue e, no fim de 2019, sai do grupo de doadores devido à idade. “Pensei que seria agora que eu teria de parar, mas ainda bem que não é, porque quero continuar contribuindo e ajudando as pessoas”.

Medo

Para quem tem medo de doar sangue, Waldir de Areis deixa um recado: “Medo não deve fazer parte das nossas vidas. Da minha não faz! A única coisa que temos que ter na cabeça é o ‘fazer’”, diz, e acrescenta: “Enquanto tenho saúde, e, graças a Deus, sou rico de saúde, eu posso ajudar e eu vou ajudar”.

Doe você também!

O IHEC – Banco de Sangue Cascavel fica na Rua Santa Catarina, 1.268, no Centro de Cascavel, e atende de segunda a sábado. Mais informações pelo telefone: (45) 3225-2120, e WhatsApp: (45) 99972-1280.