Esporte

“Faremos um governo de diálogo”, assegura Chico

No que depender do prefeito eleito Chico Brasileiro, que tomará posse no próximo dia 1º, a gestão pública de Foz do Iguaçu deixará as páginas policiais que ocupou sistematicamente desde a deflagração da Operação Pecúlio, em abril do ano passado.

“Faremos um governo de diálogo para definir questões imediatas, mas também estratégicas para o médio e logo prazos”, garantiu ele ao receber uma pauta de reivindicações da Associação Comercial da cidade e assumir com o empresariado o compromisso de tomar todas as medidas necessárias para prevenir o erário contra novos atos de corrupção.

O vice-prefeito Nilton Bobato, também presente ao encontro, completou dizendo que a prefeitura deve ser um lugar voltado inteiramente para atender ao cidadão iguaçuense, recuperando a credibilidade e a capacidade de investimento perdida nos últimos anos. “O dinheiro público é para ser devolvido com serviço público de qualidade”, disse.

PAUTA

Leandro Teixeira Costa e Faisal Mahmoud Ismail entregaram, em nome da Acifi, uma pauta com uma dezena de reivindicações e sugestões à futura administração de Foz do Iguaçu, que vai da publicação de um decreto para a realização de pregões presenciais de forma a valorizar as empresas locais à liberação de alvarás em um prazo máximo de três dias.

Também integram a pauta a abertura da estrutura administrativa para que o Observatório Social possa fazer um acompanhamento detalhado da aplicação dos recursos públicos e apoio às ações de moralização e transparência defendidas pela campanha Basta de Vergonha.